Uma história que somam 17 anos de experiência na instituição. Em 1995, o primeiro capítulo dela começava a ser escrito pela competência e excelência na profissão. No dia 20 de janeiro de 1996, como diretora da faculdade, Denise Alkmin, teve seu primeiro vestibular formando as duas primeiras turmas de Pedagogia para Faculdade Inciso H e, atualmente, CEIVA.

Tudo começou com uma intervenção no Colégio Caciquinho quando o fundador da instituição, Sr. Ruy Muniz, a convidou para assumir a direção do hospital e o senhor José Licínio Bastos Campos (Seu Juca), para atuarem na Faculdade de Pedagogia que funcionaria ali.

Denise lembra com perfeição sobre como a mudança de endereço marcou a história da instituição. Ela conta como tudo aconteceu, “a mudança para o prédio da Praça Tiradentes, aconteceu de uma forma inusitada. Lembro-me que, no início de 1997, estávamos sentados em um banco na Praça Tiradentes, eu, Ruy, Juca e dona Léia e vimos aquele prédio do Hospital São Vicente de Paula, abandonado e quase destruído pelo tempo e pelos mendigos que lá ficavam.” […] necessitávamos de uma estrutura maior, pois, as turmas estavam aumentando, daí veio de estalo a ideia de mudarmos para lá!”

Só a história da reforma desse prédio daria uma história: as adequações internas necessárias foram feitas, novas salas construídas, mas a fachada do prédio permaneceu! Tudo foi estruturado pensando na qualidade para o Ensino Superior, para os alunos que ali estudariam e, o sucesso foi garantido, porque desde então, ela não saiu mais de lá.

Superar desafios e dificuldades sempre esteve em seu currículo. O primeiro curso da instituição foi Pedagogia, depois vieram os Cursos de Geografia, História, Letras, Normal Superior (transformado em Pedagogia) e Turismo. Em 2010, veio o Curso de Administração.

Sob a direção dela, os cursos da instituição são destaque e reconhecidos pelo MEC. Ali uma história de vida foi construída pautada pelo sucesso e pela garantia de qualidade do ensino que todos os acadêmicos saem de lá. A competência e excelência na gestão fizeram dela uma das colaboradoras mais antigas da rede SOEBRAS.

No CEIVA, um campus diferenciado pelas calouradas solidárias; Resgates culturais; Bloco carnavalesco “AKADÊMICOS; Simpósios de Pesquisa e Extensão; Capacitações; Seminários; valorização da Educação Inclusiva; Capacitação de garçons e melhorias nos bares da cidade e Itacarambi, com os Projetos “De bar em bar” e “De boteco em boteco” (Curso de Turismo); Limpeza da praia do Rio São Francisco; Projetos sobre o lixo; Vestibular solidário para ajudar os abrigos de idosos e Pequeno Davi (crianças abandonadas) entre outras, que fortalecem a imagem e o compromisso dos acadêmicos da instituição, trazem felicidade para ela, principalmente quando os resultados aparecem pelos egressos:

“Fico extremamente feliz, quando percebo que os nossos egressos estão se dando muito bem no mercado de trabalho. Quando vejo a relação dos aprovados nos concursos públicos, sinto-me gratificada ao constatar quegrande parte deles foram nossos alunos, então… fico com a certeza que estamos no CAMINHO CERTO. Outra situação que me deixa bastante feliz, é quando vejo os nossos alunos chegando e, descendo dos inúmeros ônibus, principalmente os que moram em outras cidades. Temos alunos de, praticamente todas as cidades da Região do nosso entorno, (umas 10 cidades e vilarejos). Isso, demonstra o quanto somos importantes para o desenvolvimento e crescimento da nossa região norte mineira e micro região Sanfranciscana”.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *